Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Mercedes-Benz Guard: Mais de 9 décadas de proteção especial

Conforto luxuoso, vasto leque de opções de personalização e máxima proteção integrada de fábrica: este é o sinónimo da Mercedes-Benz Guard.

O primeiro automóvel Mercedes-Benz com proteção especial foi o prestigiado Pullman Saloon na série Nürburg 460 (W08) lançada em 1928. Este veículo, e dois modelos 770 “Grand Mercedes” Pullman Saloons blindados, encomendados pelo Imperador Japonês em 1930, foram os exemplos originais destes automóveis muito especiais. Durante mais de nove décadas, governos, chefes de estado e de empresas confiaram nos veículos de proteção especial da Mercedes-Benz.

 

Os atuais modelos Mercedes-Benz Guard fornecem a máxima proteção até à Classe VR10 e são produtos sofisticados ao mais elevado nível tecnológico. A Mercedes-Benz também fornece tradicionalmente veículos Guard para ocasiões internacionais, como receções de estado, cimeiras e eventos sociais de grande importância.

Uma inigualável combinação de atributos excecionais é a chave para o sucesso da gama Mercedes-Benz Guard. Estes modelos cumprem as mais exigentes normas de proteção dos veículos civis e fornecem uma total proteção. Além disso, apresentam um conforto característico do Classe S, os mais elevados padrões de segurança ativa e passiva e uma aptidão para o dia-a-dia.

A proteção especial integrada do Mercedes-Benz Guard torna isto possível. Por exemplo, todos os elementos de proteção das portas, do painel traseiro, dos componentes laterais, do tejadilho e do painel corta-fogo não são instalados num veículo já fabricado, mas sim integrados na carroçaria num processo de produção separado logo desde o início. Para esta finalidade, os modelos da família Guard são concebidos e desenvolvidos juntamente com as versões não blindadas logo desde o início. Os possíveis pontos fracos são identificados por testes extensivos durante o processo de desenvolvimento e verificados pelos especialistas.

Proteção especial integrada

Todas as medidas são baseadas na longa experiência da Mercedes-Benz na engenharia de veículos de proteção especial. Todos os elementos de reforço construídos em ligas de aço especiais e noutros materiais de elevada resistência são desde logo integrados nas cavidades entre a carroçaria e os seus painéis exteriores durante a fase de produção da carroçaria, reforçando especialmente a estrutura básica. As juntas e as transições de materiais são caracterizadas por sobreposições de material engenhosamente projetadas. As áreas relevantes da secção inferior da carroçaria são protegidas por soluções de blindagem especialmente desenvolvidas para estes veículos.

Os vidros são componentes fixos e extremamente importantes das medidas de proteção. Neste caso também, os materiais e a espessura cumprem os elevados requisitos da categoria de proteção em causa. As superfícies interiores dos vidros são revestidas com policarbonato por motivos de proteção contra a fragmentação. Apesar do seu efeito de proteção abrangente, proporcionam uma excelente visibilidade.

Esta sólida combinação apresenta uma proteção extremamente eficiente dos ocupantes contra possíveis ataques. O interior praticamente não é afetado pelo sistema de proteção extremamente complexo e tecnologicamente sofisticado, e oferece um conforto ilimitado aos ocupantes – contrariamente aos veículos com blindagem instalada à posteriori. Naturalmente, a suspensão, os travões, as molas e os sistemas de assistência são adaptados ao peso adicional e asseguram características de comportamento praticamente semelhantes ao modelo de série com um excelente conforto.

O conceito de proteção engloba ainda tornar os modelos praticamente indistinguíveis a nível visual dos modelos produzidos em série, sendo apenas possível detetar diferenças através de um escrutínio rigoroso. Algumas características tecnológicas especiais também asseguram a mobilidade do modelo durante e após um ataque, podendo desta forma abandonar a zona de perigo o mais rapidamente possível. Para esta finalidade, o potente motor V12 produz 390 kW (530 CV) e 830 Nm de binário às 1900 rpm.

Para Mercedes-Benz Guard, estão disponíveis vários equipamentos opcionais: Sistema de emergência de renovação do ar, que protege os ocupantes contra a entrada de fumo ou de gases irritantes; Sistema de extinção de incêndio de ativação automática; Equipamento de representação oficial, como por exemplo, sirene, pirilampos rotativos e rádio de duas vias; Bateria de emergência para o arranque do motor; Sistema de alarme de pânico; Sistema de comunicação externa (megafone/microfone).

Muitos governos, empresas e organizações também aproveitam a oportunidade para discutir detalhadamente a produção do veículo encomendado. Desta forma, a Mercedes-Benz disponibiliza-se para considerar pedidos e requisitos especiais desde o início e sugere soluções específicas.

Estão disponíveis três modelos Mercedes-Benz Guard:

Mercedes-Maybach S 650 Guard (consumo de combustível em ciclo combinado: 18.4 l/100 km, emissões de CO2 em ciclo combinado: 421 g/km): esta versão integra a mais elevada classe de proteção antibala VR10 atualmente disponível para veículos civis e representa o pináculo dos veículos civis com proteção especial. Desde a sua apresentação em 2015 que é o único limousine produzido em série a ter esta classificação de fábrica.

Mercedes-Maybach S 650 Pullman Guard (consumo de combustível em ciclo combinado: 20.6 l/100 km, emissões de CO2 em ciclo combinado: 473 g/km): desde 2018 que esta versão é a única limousine longa do mundo equipada com blindagem de fábrica e integra a classe de proteção antibala VR9.

Mercedes-Benz S 600 Guard (consumo de combustível em ciclo combinado: 18.4 l/100 km, emissões de CO2 em ciclo combinado: 421 g/km): em 2014 este foi o primeiro veículo a ser totalmente certificado com a classe de proteção anti bala VR9.

Todos os modelos possuem certificação oficial do organismo de certificação em Ulm e cumprem os requisitos da norma BRV 2009, versão 2 (Veículos à Prova de Bala). Neste teste, a carroçaria e os vidros devem suportar as munições de uma espingarda de assalto. Comparativamente à classe VR9, as medidas de proteção de acordo com a classe VR10 suportam uma força de penetração superior em aproximadamente 20%.

Todos os modelos também protegem efetivamente os seus ocupantes contra engenhos explosivos. O tejadilho, o piso e as laterais cumprem os critérios da Norma ERV 2010 (Veículos Resistentes a Explosivos).

Há mais de 90 anos

Durante mais de 90 anos, a Mercedes-Benz reclama um estatuto especial no que diz respeito a proteção pessoal. Esta tradição também é única na história das inovações. Isto deve-se ao facto de as medidas de proteção serem sempre desenvolvidas especificamente para o modelo em questão e também de acompanharem os avanços tecnológicos para fornecerem a máxima proteção possível.

Foi com o modelo Nürburg 460 de 1928 que a então Daimler-Benz AG se tornou a primeira empresa a equipar os seus modelos limousine com proteção especial de fábrica, de modo a proteger efetivamente os ocupantes contra possíveis ataques com armas de fogo e engenhos explosivos.

A Mercedes-Benz também desenvolveu versões especialmente protegidas dos subsequentes modelos de luxo e de prestígio como o modelo 770 “Grand Mercedes” e os modelos 500 e 540 K. O Imperador Japonês Hirohito escolheu um “Grand Mercedes” blindado como veículo pessoal, condizente com o seu estatuto – este exemplo fornecido em 1935 pode agora ser admirado no Museu da Mercedes-Benz em Estugarda.

Muitos políticos e chefes de estado seguiram o exemplo do Imperador e confiaram a sua segurança e proteção aos veículos de proteção especial da Mercedes-Benz. Em setembro de 1963, a Mercedes-Benz apresentou um novo modelo exclusivo de prestígio para as mais elevadas expetativas – o lendário modelo 600. Logo após esta apresentação, o governo Alemão abordou a Daimler-Benz AG com um pedido para uma versão blindada para convidados do estado.

Isto foi o início de uma nova era na proteção especial para os engenheiros de Estugarda, tendo sido necessárias novas abordagens – parcialmente devido ao agora convencional design monobloco dos veículos. Como nenhum outro fabricante automóvel Alemão teve capacidade para fornecer veículos blindados de fábrica, e os Limousine da Mercedes-Benz tinham uma elevada reputação entre os governos em todo o mundo, as autoridades Alemãs e a Daimler-Benz desenvolveram um estreito relacionamento. Durante esta cooperação, a marca iniciou inúmeras novas abordagens tecnológicas. A cooperação intensiva ajudou a fornecer a base para as atuais normas Europeias para as diferentes classes de resistência.

Quando uma elevada procura por veículos de proteção especial surgiu na América Latina em 1970, a Daimler-Benz AG já tinha uma resposta adequada com o modelo 280 SEL 3.5 blindado. A Mercedes-Benz também produziu versões de proteção especial dos modelos W 116 de oito cilindros e forneceu-os a clientes selecionados, incluindo organismos de estado e governos na Europa e noutros continentes.

Desde 1980 e sem exceção, todas as gerações do Classe S (modelo 126, 140, 220 e 221) e o atual modelo (222) também estiveram sempre disponíveis em versões de proteção especial.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Acabaram o doutoramento e o futuro reserva-lhes um salário de 1201 ou de 3192 euros
Marketeer
Nesta cozinha há Lisboa e novos petiscos para partilhar