Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Sado 550: Ainda se lembra do smart português?

Desenvolvido sob o nome de código “Ximba” pelo Grupo Entreposto, o Sado 550 foi o primeiro “smart” português produzido em série.

O ideia de construir um carro seguro, fiável e de manutenção barata que fosse realmente fácil de adquirir começou a formar-se em 1977, mas só cinco anos depois, em 1982, as primeiras unidades chegaram às estradas nacionais.

No primeiro ano foram apenas produzidas cerca de 50 unidades que foram rapidamente vendidas – no total, a produção ficou-se por cerca de 500 carros. O preço pedido por cada Sado 550 era de cerca de 260 contos, o equivalente a 1300 euros nos dias de hoje.

Medindo apenas 2,3 metros de comprimento e 1,3 metros de largura, o “smart” português com a carroçaria feita em fibra de vidro e capacidade para transportar duas pessoas e uma pequena mala, era fácil de estacionar, até em posição transversal, entre dois carros.

Contando com um pequeno motor de dois cilindros de origem Daihatsu e transmissão manual de 4 velocidades, o Sado 550 desenvolvia 28 cavalos – o suficiente para atingir os 110 km/h e… fazer médias de consumo a rondar os 5 litros aos 100 km.

Um exemplar do Sado 550 foi leiloado pela RM Sotheby’s no dia 21 de setembro – estava incluído na coleção Sáraga  – pelo valor de 6.900 euros (estava avaliado entre os 5 e os 10 mil euros).

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Quantas faltas justificadas pode dar no trabalho?
Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players