Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Qual o melhor mês para comprar carro?

A pensar trocar de carro? A data de compra de um automóvel dita o seu preço e os melhores descontos podem ser conseguidos nos últimos dias do ano.

Porquê nos últimos dias do ano? A razão é bem mais simples: aliados aos objetivos mensais, que indicam que os últimos dias de cada mês são sempre aqueles em que os descontos são mais avultados, todas as marcas e respetivos concessionários obedecem a metas anuais. Por isso, há sempre uma série de incentivos à aquisição automóvel por essa altura.

Muito importante: não se “atire de cabeça” a um negócio à primeira. Comece por fazer uma prospeção de mercado e investigue as campanhas “até 31 de dezembro”. Analise os veículos acabados de lançar ou aqueles que, tudo indica, serão descontinuados.

Há sempre uma maior pressão para vender os primeiros e despachar os segundos (com exceção, claro, daqueles modelos tão exclusivos que já se consegue antever neles um futuro clássico).

Ainda assim, mesmo depois de contactar os stands, faça uma consulta pela internet – por vários sites nacionais – para ter uma ideia dos valores médios de transação de um determinado modelo. Dessa forma, poderá perceber se está mesmo a fazer um bom negócio ou apenas a cair num engodo.

Também importante é ter em atenção aos veículos já matriculados que as marcas e concessionários querem despachar antes que os automóveis passem a ser “do ano passado”.

Se é verdade que, com meia dúzia de quilómetros, estes veículos podem ser verdadeiros achados, estando na maioria dos casos ultra equipados, há que avaliar a desvalorização decorrente à idade.

Se a compra que está a realizar é para mais do que dois ou três anos, então poderá estar a fazer um bom investimento. Mas, se se trata de um carro para trocar a breve trecho, pense bem: na altura da troca, terá para oferecer um carro com mais tempo do que aquele que está nas suas mãos e, provavelmente, com mais do que um dono – duas razões importantes que irão acabar por desvalorizá-lo.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Quantas faltas justificadas pode dar no trabalho?
Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players