Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Bosch e Mercedes-Benz iniciam condução urbana autónoma

O projeto piloto para um serviço de pedido de viagens com base em aplicações utilizando os veículos automatizados Mercedes-Benz S-Class, foi lançado na cidade de San José, em Sillicon Valey.

Monitorizados por um motorista de segurança, os carros autónomos circulam entre a zona oeste de San José e o centro da cidade, ao longo de San Carlos Street e Stevens Creek Boulevard. O serviço estará inicialmente disponível para um grupo selecionado de utilizadores, que vão utilizar uma app desenvolvida pela Daimler Mobility AG para reservar uma viagem com os veículos automatizados S-Class, partindo de um ponto previamente definido até ao local de destino.

A Bosch e a Mercedes-Benz esperam que este teste possa fornecer insights válidos para o desenvolvimento do sistema de direção automatizado SAE Nível 4/5. Ambos esperam também obter mais informações sobre como os carros autónomos podem ser integrados num sistema de mobilidade intermodal que inclua transporte público e partilha de carros.

Em meados de 2017, San José foi a primeira cidade dos EUA a convidar empresas privadas para realizar testes de campo para condução autónoma e analisar os crescentes desafios no tráfego rodoviário. Especialmente no congestionado tráfego da cidade, o sensor de 360 graus permanente que existe nos carros autónomos pode potencialmente aumentar a segurança, assim como o seu modo de condução suave pode contribuir para melhorar o fluxo do tráfego.

A Bosch e a Mercedes-Benz trabalham juntas há já cerca de dois anos e meio em soluções para condução autónoma nas cidades, mas não estão interessadas em protótipos – o que pretendem é desenvolver um sistema pronto para produção que possa ser integrado em diferentes tipos e modelos de veículos.

No seu trabalho para desenvolver software para controlar o movimento de veículos, os parceiros não confiam deliberadamente e apenas na inteligência artificial e na cronometragem dos quilómetros de teste. Os engenheiros do projeto usam também simulações e campos de teste especialmente projetados para abordar especificamente o tipo de situações de condução que ocorrem muito raramente no tráfego rodoviário.

Para esse propósito, os engenheiros do centro de testes e tecnologia de Immendingen, na Alemanha, fazem ainda uso de um campo de testes de 100.000 metros quadrados, projetado especialmente para a condução autónoma. Aqui, situações complexas de tráfego podem ser reproduzidas com extrema precisão e quantas vezes se desejar.

Para a Bosch e Mercedes-Benz, precisão e segurança são as principais prioridades. Além disso, esta aliança não se preocupa exclusivamente com as condições da estrada e do tempo nos Estados Unidos. Enquanto uma parte da equipa está sediada em Sunnyvale, uma cidade de Sillicon Valey entre San José e São Francisco, outra parte composta por engenheiros de ambas as empresas trabalham na área de Estugarda.

Canais curtos

Onde quer que trabalhem, os funcionários da Bosch e da Mercedes-Benz sentam-se à secretária frente-a-frente. Isso garante canais de tomada de decisão curtos e trocas de informação rápida entre as várias áreas. Além disso, a qualquer momento, os parceiros podem aproveitar o conhecimento e a experiência dos seus colegas nas respetivas empresas-mãe.

Aqui, o know-how da Bosch, que vai desde os sensores, unidades de controlo e sistemas de controlo de direção e travagem, a subsistemas automóveis inteiros, pode ser perfeitamente complementado pelos longos anos de experiência da Mercedes-Benz em integração e automação de sistemas.

A divisão do trabalho dentro do projeto não é diferente. A tarefa da Mercedes-Benz é preparar o sistema de direção desenvolvido em conjunto para instalação no veículo, e fornecer os veículos de teste necessários, as baias de teste e as frotas de teste. Por seu lado, a Bosch desenvolve e fabrica os componentes para condução urbana autónoma que esta aliança definiu.

Plataforma

Especialmente para o projeto piloto de serviço de reserva de viagens, a Bosch e a Mercedes-Benz chamaram mais um parceiro: a Daimler Mobility AG está a desenvolver e a testar uma plataforma de frota para acompanhar a fase de operação do piloto.

Isto permite que potenciais parceiros de reservas de viagens integrem perfeitamente veículos autónomos (Mercedes-Benz) no seu portfólio de serviços. A plataforma faz a gestão veículos autónomos e convencionais, incluindo a respetiva operação e manutenção.

Um serviço de mobilidade baseado em aplicações para veículos Mercedes-Benz de condução convencional entrou em operação na área da baía de São Francisco no outono de 2019. O serviço está também disponível na capital alemã, Berlim.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
Adidas espera crescer à boleia de Beyoncé