Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

PSA e Fiat preparam acordo de fusão para a semana

A PSA e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) deverão assinar já na próxima semana um memorando de entendimento com vista à fusão das duas empresas que tornará a nova entidade na quarta maior fabricante automóvel do Mundo.

Depois de terem apresentado em outubro uma proposta de fusão com a FCA avaliada em 44,8 mil milhões de euros, a PSA terá convocado para o início da próxima semana – terça-feira, dia 17 de dezembro – uma reunião do conselho de supervisão onde deverá ser apresentado um memorando de entendimento para a fusão dos dois grupos automóveis, indicaram fontes ligadas ao processo à Reuters.

A PSA e a FCA esperam assinar um acordo antes do Natal, provavelmente até o final da semana de 16 de dezembro, afirmou uma fonte familiarizada com o processo à Bloomberg. Os detalhes do texto a constar no memorando de entendimento ainda estão em discussão, acrescentou outra fonte contactada pela Reuters. A PSA, até ao momento, escusou-se a comentar.

Recorde-se que os dois grupos automóveis expressaram confiança em encontrar um acordo antes do final de 2019, apesar da desconhecida ação judicial movida pela General Motors (GM) contra a FCA. Em novembro, a GM apresentou uma queixa nos Estados Unidos contra a FCA por extorsão, acusando o rival de corrupção durante as negociações com o sindicato UAW de modo a obter vantagens sobre salários e condições de trabalho. A fabricante ítalo-americana respondeu criticando a GM por querer interromper o seu plano de fusão com a PSA.

Ao mesmo tempo, os funcionários americanos da FCA afiliados ao sindicato UAW votaram a favor do futuro acordo coletivo de quatro anos. A empresa evita, assim, uma greve enquanto se prepara para o “casamento” com a PSA. A base votou 71% a favor deste acordo que foi negociado com a administração no final de novembro, de acordo com os resultados divulgados quarta-feira, 11 de dezembro pelo próprio sindicato.

A organização sindical também alcançou um acordo semelhante com a GM, mas apenas depois de uma greve de 40 dias que quase interrompeu as atividades do fabricante dos EUA e custou à empresa qualquer coisa como 3 mil milhões de dólares (cerca de 2,7 mil milhões de euros).

Esta quinta-feira, as ações da Fiat subiram 2,5% na bolsa de Milão dando à fabricante italo-americana um valor de mercado de 20,6 mil milhões de euros. Já a PSA fechou em alta de 2,3% em Paris, pelo valor de 19,4 mil milhões de euros.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
Adidas espera crescer à boleia de Beyoncé