Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

#Ensaio – Nissan Qashqai 1.7 dCi – Atualização mais que merecida

Se há um modelo que tem contribuído de uma forma positiva para os números de vendas da Nissan, é o Qashqai. E agora, com este novo motor, fica ainda mais apetecível.

O Nissan Qashqai definiu o padrão do que é um SUV de tamanho médio. Foi um dos principais fundadores desta categoria, já há uns anos, e continua a defender a sua posição com uma forte presença no mercado, apesar dos seus principais rivais estarem cada vez mais agressivos e continuarem a aumentar de dia para dia.

Ainda assim, o Qashqai não esmorece e continua a trazer novidades para o mercado, com o objetivo de o manterem bastante atual e competitivo. Uma delas é a nova motorização diesel de 1,7 litros, com um patamar de potência e binário mais elevado que as versões atuais, e que passa a ocupar o lugar de topo na oferta desta gama, com versões de duas e quatro rodas motrizes, e com caixa manual ou automática.

Esta nova opção substitui a opção de 1,6 litros e 130 cavalos e é também responsável pela otimização dos valores de emissões poluentes, que acabaram de entrar em vigor no início deste ano. Com esta nova opção, o Qashqai fica, de facto, um pouco mais caro. Cerca de quatro mil euros, quando comparado com o motor 1.5 de 115 cavalos. Mas o motor fica com uma resposta muito melhor às solicitações do acelerador e as médias de consumo até podem descer ligeiramente, uma vez que não temos de exigir tanto do motor para manter o mesmo ritmo. Claro que nunca ficarão tão baixas como as registadas com a outra opção diesel da gama, conhecida justamente pela sua economia de combustível, mas no nosso ensaio comprovámos que não é difícil manter os números do computador de bordo abaixo seis litros, a menos que o trajeto diário seja feito totalmente em cidade.

De resto, o novo Qashqai não conta com nenhumas diferenças, uma vez que a última atualização da gama ainda é recente. Nesta altura, foram revistos diversos pontos e melhorada um pouco a estética, com uma secção dianteira um pouco mais agressiva e um ajuste na secção posterior que também o deixou mais atual.

A bordo, o isolamento acústico é uma das melhorias mais óbvias, mas também já podemos contar com as novas funções de conectividade no sistema de infoentretenimento e de navegação, que apenas começa a precisar de um grafismo mais moderno.

Ainda no que diz respeito ao habitáculo, o Qashqai é um daqueles modelos que preenche quase todos os desejos exigidos por uma pequena família, tanto no que diz respeito ao espaço disponível nos lugares dianteiros e traseiros, como na bagageira com capacidade de 430 litros. E o teto panorâmico que é disponibilizado com as versões mais equipadas, ainda continua a fascinar muitas das pessoas que entram neste modelo pela primeira vez, graças às suas dimensões generosas e à iluminação que proporciona ao habitáculo.

Com o nível de equipamento Tekna, o Nissan Qashqai já inclui um nível de equipamento muito recheado, onde nem sequer falta o sistema de estacionamento inteligente ou sistema ProPilot de assistência à condução autónoma, com assistente de manutenção na faixa de rodagem e cruise control inteligente, mas também inclui elementos como as jantes de liga leve de 19 polegadas, por exemplo, que lhe confere um visual um pouco diferente da maioria dos outros Qashqai, a iluminação ambiente em LED, o sistema de estacionamento automático com a ajuda das camaras a 360 graus e o sistema de navegação que, tal como já referimos, já se encontra a pedir uma atualização gráfica e de hardware.

Com o tom negro da carroçaria adicionado, tal como acontece com a unidade ensaiada, o valor desta versão Tekna de 150 cavalos já fica muito próximo dos 40 mil euros, mas a Nissan ainda conta com uma campanha que inclui a retoma de uma viatura usada e pode ver este valor descer até bem mais perto dos 35 mil euros.

VEREDICTO
Os 150 cavalos de potência desta nova motorização, oferecem um novo dinamismo à gama Qashqai, que continua a cativar clientes como se estivesse enfeitiçada por magia. A relação entre prestações e consumos é mais um dos trunfos que se junta à longa lista de virtudes do SUV de tamanho médio da Nissan.

FICHA TÉCNICA

Nissan Qashqai dCi 150 4×2 Tekna

MOTOR: 4 cilindros em linha; injeção direta com turbo; Cilindrada (cm3): 1.479; Potência máxima (cv/rpm): 150/3.500; Binário máximo (Nm/rpm): 340/1.750; TRANSMISSÃO: Tração dianteira; Caixa manual de seis velocidades; Suspensão (fr./tr.): Independente, tipo McPherson; Eixo de torção; DIMENSÕES: Comprimento/Largura/Altura (mm): 4.394/1.806/1.590; Distância entre eixos (mm): 2.646; Largura de vias (fr./tr.) (mm): 1.565/1.560; Travões (fr./tr.) Discos ventilados/Discos; Peso (kg): 1.450; Capacidade da bagageira (l): 430; Depósito de combustível (l): 55; Pneus (fr./tr.): 225/45 R19; PRESTAÇÕES: Aceleração de 0-100 km/h (s) 9,5; velocidade máxima (km/h) 192; CONSUMOS: combinado/vel.baixa/vel.media/vel.alta/vel.muito alta (l/100 km – WLTP): 5,7/6,7/5,4/4,9/6,1; Emissões de CO2 (g/km) 149;

PREÇO (versão base – Acenta): 35.919 euros
PREÇO (versão base – Tekna): 38.950 euros
PREÇO (unidade ensaiada): 39.500 euros

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
Sushi At Home troca embalagens de plástico por cartão