Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Já pode encomendar o novo Opel Grandland X Hybrid a partir de 46.720€

Depois de abertas as encomendas do Opel Corsa-e e do Opel Grandland X Hybrid4 de tração integral, surge agora a vez do Grandland X na variante híbrida plug-in com tração dianteira. As primeiras unidades chegam em abril.

Aliando um motor elétrico e um propulsor a gasolina 1.6 sobrealimentado, o sistema de motorização do Grandland X Hybrid debita uma potência máxima de 224 CV (165 kW) e binário máximo de 360 Nm. O consumo médio obtido de acordo com a nova norma WLTP é de 1,5-1,4 l/100 km, com emissões de CO2 de 34-31 g/km. Em modo de funcionamento puramente elétrico, o novo Opel oferece autonomia até 57 quilómetros no ciclo WLTP (60 a 65 km no ciclo NEDC).

A longa lista do equipamento de série no capítulo da segurança inclui importantes sistemas de assistência à condução como o alerta de colisão dianteira com deteção de peões e travagem de emergência, manutenção de faixa e deteção de cansaço do condutor. O sistema de infoentretenimento IntelliLink Navi 5.0 possui um grande ecrã tátil policromático e garante total conectividade graças à compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto.

Para aumentar o grau de eficiência, o Grandland X Hybrid está dotado de um sistema sofisticado de travões capaz de recuperar energia resultante da inércia da travagem ou da desaceleração.

Híbrido high-tech

O sistema de motorização do Opel Grandland X Hybrid é formado por um motor térmico 1.6 de quatro cilindros, a gasolina, com injeção direta e turbocompressor, capaz de debitar 180 CV (133 kW), um motor elétrico de 81 kW (110 CV) e uma bateria de iões de lítio com 13,2 kWh de capacidade. O motor elétrico está acoplado na transmissão automática eletrificada de oito velocidades.

O motor de combustão interna intervém sobretudo quando o automóvel circula a velocidades médias e superiores, enquanto a secção elétrica é colocada em funcionamento na faixa de velocidades baixas a médias. Vários estudos revelam que grande parte das deslocações diárias pendulares (casa-trabalho-casa) não ultrapassam 50 quilómetros de distância, o que quer dizer que, nesses casos, o novo híbrido plug-in da Opel pode ser potencialmente utilizado permanentemente sem emissões.

O novo Opel Grandland X Hybrid oferece três modos de condução: Elétrico, Híbrido e Sport – no modo Híbrido, o sistema de motorização seleciona automaticamente a opção de propulsão mais eficiente, permitindo mudar para modo puramente Elétrico, sem emissões, quando chega a um centro urbano. Já o modo Sport alia a potência de ambos os motores térmico e elétrico para garantir a máxima performance.

O Grandland X Hybrid consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em 8,9 segundos e alcançar a velocidade máxima de 225 km/h.

A bateria de 13,2 kWh do novo híbrido plug-in da Opel pode receber carga através de um carregador de bordo de 3,7 kW (de série) ou, em opção, de 7,4 kW de potência. A tomada de corrente está localizada do lado oposto do bocal de enchimento de combustível. No sentido de otimizar o espaço no habitáculo e na bagageira, os módulos da bateria estão situados sob o banco traseiro.

O tempo de recarregamento da bateria depende do tipo de carregador. Recorrendo ao cabo “Mode 3”, com o carregador de bordo de 7,4 kW, o Grandland X Hybrid poderá receber uma carga completa em menos de duas horas.

Para simplificar o recarregamento, a Opel oferece soluções específicas providenciadas pela Free2Move Services, a marca de mobilidade do Groupe PSA. A oferta integra um passe de acesso a uma completa rede de postos de carregamento e uma aplicação de planeamento de viagem que indica a localização de postos ao longo do percurso.

A aplicação “myOpel”, por seu turno, permite programar horas de recarregamento ou ajustar à distância as regulações de pré-aquecimento do habitáculo, por exemplo. O sistema “Opel Connect” disponibiliza serviços como a navegação em tempo real com informações de tráfego e verificação das funções essenciais de funcionamento do veículo, bem como ligações diretas com os serviços de assistência em estrada e de emergência. Em caso de acidente com acionamento de tensores de cintos ou ‘airbags’, a chamada de emergência é efetuada automaticamente.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...