Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

O que significam as informações da etiqueta europeia de pneus?

Os pneus devem ter uma etiqueta com informação sobre a eficiência energética, a aderência em solo molhado e o nível de ruído exterior.

A etiqueta europeia para os pneus é obrigatória e destaca três informações importantes: eficiência energética ou consumo (relacionado com a resistência ao rolamento), aderência ao piso molhado e ruído, explica a DECO.

Para o consumo e a aderência estão previstas sete classes, representadas por letras de A a G, em que “A” é a classe mais elevada e “G” a mais baixa. A eficiência ao nível de consumo é indicada no lado esquerdo da etiqueta. Entre a classificação A e G pode haver variações de consumo superiores a 7%.

A aderência em piso molhado é indicada no lado direito da etiqueta europeia. Os pneus com aderência excelente têm menores distâncias de travagem em piso molhado.

A avaliação do ruído exterior de rolamento é indicada no fundo da etiqueta. É expressa em decibéis e acompanhada por uma, duas ou três barras. Quanto mais barras preenchidas, maior o ruído exterior do pneu.

Uma barra negra indica o melhor nível: o ruído do pneu é, pelo menos, 3 dB abaixo do futuro limite legal. Três barras negras refletem um desempenho pior, indicador de que cumpre os limites máximos admissíveis por lei.

Etiqueta exclui características importantes

A etiqueta é útil, mas não é suficiente, pois deixa de fora muitas características importantes para avaliar o desempenho global. Por exemplo, só com a etiqueta não é possível saber que determinado pneu dura menos quilómetros do que outro.

Mas também não é possível saber que, em piso seco, certo modelo trava em menor distância do que outro. Além disso, para os três critérios presentes não são realizados todos os testes necessários. Para a aderência ao piso molhado, por exemplo, só é feita uma prova, enquanto os nossos testes a pneus incluem cinco.

As limitações do Regulamento de Rotulagem de Pneus, de 2009, foram reconhecidas pela Comissão Europeia, sobretudo a falta de aceitação no mercado de pneus de alta classificação e pouca fiscalização do mercado dos pneus nos Estados-Membros da União Europeia.

O texto do regulamento foi revisto e um dos objetivos de mudança passa por promover a inovação da indústria de pneus e beneficiar os consumidores com mais informação sobre a etiqueta europeia, assim como um reforço da fiscalização.

A Comissão Europeia comprometeu-se a desenvolver um método de teste adequado e fiável para medir a abrasão do piso do pneu antes de avaliar a viabilidade de adicionar essas informações à etiqueta do pneu. O processo ainda está no início.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
CTT querem ser líderes ibéricos em Expresso & Encomendas