Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ambiente: VW condenada a pagar 200 milhões no Canadá

Após dar-se como culpada em 60 acusações de violação de leis de proteção do ambiente no Canadá, a Volkswagen foi condenada esta quarta-feira a pagar 196,5 milhões de dólares canadianos (cerca de 135 milhões de euros).

Um tribunal de Toronto validou um acordo entre o construtor alemão e o Governo canadiano, que tinha apresentado em dezembro as acusações contra a Volkswagen. Esta penalização soma-se assim aos mais de 2,4 mil milhões de dólares canadianos que a Volkswagen já tinha aceitado pagar em 2016.

Nesse ano, além de indemnizar os condutores do Canadá que tinham comprado cerca de 130 mil carros entre 2009 e 2016 não conformes com as leis ambientais locais, a Volkswagen foi ainda condenada a pagar uma multa de 17,5 milhões de dólares pela Comissão da Concorrência canadiana por publicidade enganosa.

O montante “é 26 vezes mais elevado que o da maior multa alguma vez aplicada por infrações a normas ambientais no Canadá”, revelou o procurador Tom Lemon. A Volkswagen tem 30 dias para pagar esta nova penalização, afirmou o juiz Enzo Rondinelli.

A penalização representa um montante de 1.450 dólares para cada uma das cerca de 130 mil viaturas Volkswagen, Audi e Porsche importadas para o Canadá, durante o período do inquérito. O montante total compreende ainda uma multa de oito milhões de dólares, pelo fornecimento de “informações enganadoras” aos consumidores.

Volkswagen tinha reconhecido em 2015 ter equipado mais de 11 milhões de viaturas com um programa informático que as faz parecer menos poluentes do que são na realidade. O caso Dieselgate já custou à VW mais de 30 mil milhões de euros em despesas jurídicas, multas e indemnizações, principalmente nos EUA.

O conglomerado alemão também anunciou em janeiro deste ano que iniciou negociações para chegar a um acordo com centenas de milhares de clientes na Alemanha, já depois de em setembro de 2019 ter pagado 127 milhões de dólares australianos (79 milhões de euros) para resolver processos judiciais coletivos de automobilistas australianos.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...