Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Coronavírus interrompe produção de carros na China

As fábricas da Honda, General Motors, Nissan, Renault, e PSA estão paralisadas na cidade de Wuhan, apelidada a Detroit chinesa, após a morte de 41 pessoas pelo novo e letal coronavírus.

A cidade chinesa, com cerca de 11 milhões de habitantes, é o berço de grandes instalações fabris da General Motors (GM), Honda, Nissan, PSA e Renault, contando também com unidades das chinesas SAIC (parceira da GM) e Dongfeng (parceira e acionista da PSA). Para se ter uma ideia: só a unidade da SAIC-GM emprega cerca de 6 mil pessoas, 10% do total da empresa no país.

Como foram confirmados três casos do vírus Coronavírus em França, a PSA resolveu retirar os seus funcionários franceses a trabalhar em Wuhan. Tudo para que o vírus não se alastre. Em comunicado, o grupo informou que “a evacuação foi implementada em total cooperação com as autoridades chinesas e o consulado geral francês, envolvendo 38 pessoas, entre funcionários e familiares”.

A Honda comunicou que as suas fábricas ficarão fechadas até dia 2 de fevereiro. Já o porta-voz da Renault, Rié Yamane, afirmou que a fabricante “está a estudar cuidadosamente a questão internamente em conjunto com os diferentes departamentos da empresa e da China. Sempre respeitando os regulamentos das autoridades chinesas”.

Finalmente, o porta-voz da GM, Jim Cain, afirmou por sua vez que a empresa está a acompanhar o desenvolvimento do caso, aconselhando os seu funcionários que não se estiverem a sentir bem a não irem trabalhar: “O mais importante é conter o vírus – a produção é secundária à saúde da equipa e da comunidade”.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...