Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Apetro: Consumo de gasóleo cresce 3,7% no 4.º trimestre de 2019

O consumo de gasóleo rodoviário cresceu 3,7% no quarto trimestre de 2019, para 1.158,7 milhares de toneladas, superior à subida de 3,4% registada nas gasolinas, indicou a Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (Apetro).

“No caso do gasóleo rodoviário, o consumo do 4.º trimestre de 2019, em relação ao período homólogo, foi superior nos três meses do trimestre, atingindo um total de cerca de 1.158,7 milhares de toneladas, ou seja, mais 41,0 milhares de toneladas (+3,7%)”, segundo os dados da Apetro hoje divulgados.

Já nos valores acumulados, até à data, foi verificada uma subida de 2,4%, ou seja, 110 milhares de toneladas, mas, face ao trimestre anterior registou-se uma descida de 5,1%, equivalente a 61,8 milhares de toneladas.

Por sua vez, o consumo de gasolinas, no período em causa, foi também superior nos três meses do trimestre, atingido 260,9 milhares de toneladas, o que corresponde a uma subida de 3,4% (8,6 milhares de toneladas).

No acumulado do ano e até à data, verificou-se um crescimento de 33 milhares de toneladas (3,2%), porém, face ao trimestre anterior, registou-se uma descida de 34,7 milhares de toneladas (-11,7%).

No final de janeiro de 2019, o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, defendeu que os carros a ‘diesel’ iam perder valor dentro de quatro ou cinco anos, declarações que foram, posteriormente, contestadas pela Apetro.

Na altura, a associação disse perceber que o Governo “possa forçar um bocadinho em determinadas direções” em relação à opção pelo automóvel elétrico”, mas não pode tomar “decisões economicamente irracionais”.

Entre outubro e dezembro de 2019, o consumo de GPL Auto “foi superior no mês de outubro, inferior em novembro e praticamente idêntico em dezembro”, atingindo um total de 8,8 milhares de toneladas, mais 0,2 milhares de toneladas (2,4%).

Os valores anuais, acumulados até à data, revelaram uma subida de 0,8 milhares de toneladas (2,5%), enquanto, em relação ao trimestre anterior, registou-se uma descida de 0,5 milhares de toneladas, ou seja, menos 5,3%.

De acordo com a Apetro, o consumo de butano, no quarto trimestre de 2019, em comparação a igual trimestre do ano anterior, “foi inferior em todos os meses, atingindo 42,9 milhares de toneladas, menos 2,3 milhares de toneladas (- 5%).

No acumulado do ano e até à data registou-se uma subida de 16,9 milhares de toneladas (8,7%) e, em relação ao trimestre anterior, verificou-se um decréscimo de 11,1 milhares de toneladas (- 20,6%).

Por último, o consumo de propano, no período de referência e face ao 4.º trimestre de 2018, foi superior em todos os meses, atingindo 176,7 milhares de toneladas, mais 45,9 milhares de toneladas (35,1%).

No que se refere aos valores anuais acumulados até à data registou-se uma subida de 168,7 milhares de toneladas (37,8%) e, em relação ao trimestre anterior, registou-se uma subida de 51,5 milhares de toneladas (41,1%).

Fundada em setembro de 1992, a Apetro reúne as principais petrolíferas presentes no mercado português como a BP, Galp, Repsol e Cepsa.

(com Lusa)

Ler Mais

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...