Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Governo vai apostar na produção de hidrogénio verde

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e da Ação Climática, afirmou esta quarta-feira no Parlamento que a produção de hidrogénio verde em Portugal deverá arrancar já “no próximo ano”.

O produção de hidrogénio verde está assim no topo das apostas do Governo no âmbito da promoção de energias renováveis e cumprimento das metas da descarbonização.

“Aproveitaremos as nossas vantagens estratégicas: um bem apetrechado porto de águas profundas, em Sines; um preço de energia elétrica solar entre os mais baixos do mundo; terrenos do Estado disponíveis para instalar o complexo industrial de hidrogénio e uma rede de abastecimento de gás natural”, afirmou João Pedro Matos Fernandes, citado pelo Jornal de Negócios

“Conjugaremos estas vantagens com as nossas ambiciosas metas de descarbonização para 2030: redução em 55% das emissões de dióxido de carbono e 47% de renováveis no consumo final bruto de energia”, acrescentou o membro do Governo.

Recorde-se que, no final de 2019, o Governo de António Costa tinha anunciado a criação de uma unidade de produção de hidrogénio verde em Sines, alimentada por uma central de energia solar, a realizar em parceria com a Holanda (EDP e Galp também são parceiros) e com a ajuda de fundos europeus.

Esta unidade de 1 gigawatt (GW) – suficiente para abastecer um milhão de casas – poderá produzir 160 milhões de quilos de hidrogénio, o que dará para abastecer uma frota de autocarros e camiões para 800 milhões de quilómetros.

O projeto de produção de hidrogénio verde “está focado em alavancar a energia solar”, mas também poderá ser produzido através de energia eólica onshore e offshore, explicou ainda Matos Fernandes que prometeu também “para breve” revelar a estratégia do hidrogénio em Portugal em mais detalhe.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...