Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Audiência de Carlos Ghosn adiada no Tribunal de Trabalho francês

A instância de contenciosos laborais de Boulogne-Billancourt (a cidade perto de Paris onde se localiza a sede social da Renault) aceitou o pedido dos advogados de Ghosn para adiar a audiência, explicaram fontes próximas de Ghosn citadas pela Efe.

O pedido de adiamento foi justificado com a necessidade de preparar a defesa, sobretudo depois de os advogados da Renault terem apresentado um dossier de argumentação da sua posição contra a atribuição de uma indemnização a Ghosn.

Ghosn considera que tem direito aos 250.000 euros (equivalentes a três meses de salário) porque quando deixou a empresa há pouco mais de um ano tinha 22 anos de antiguidade como empregado.

Contudo, a Renault alega que desde 2005 Ghosn tinha deixado de ser um assalariado ao assumir o posto de CEO (Chief Executive Officer).

(com Lusa)

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...