Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

O adeus ao BMW i8 é em abril

Lançados há seis anos, e depois de 20 mil exemplares vendidos, os primeiros modelos híbridos plug-in da BMW chegam em abril ao fim do seu ciclo de vida.

Será no próximo mês de abril que a BMW dará por encerrada a história do i8, com a marca alemã a anunciar que a sua fábrica em Leipzig, Alemanha, deixará de produzir o híbrido plug-in que tinha sido apresentado em 2013, no Salão de Frankfurt.

A introdução do novo modelo no mercado causou uma onda de entusiasmo facilmente percetível: a combinação de um habitáculo construído em plástico reforçado com fibra de carbono sobre um chassis de alumínio era verdadeiramente revolucionária.

Em termos de motorização, o i8 apresentava-se com um um bloco a gasolina turbo de 1.5 litros – capaz de debitar 231 CV de potência e 320 Nm de binário – e um motor elétrico de 96 kW (131 CV) e 250 Nm. No total, uma potência de 362 CV e um binário de 570 Nm, passados às quatro rodas por uma caixa automática sequencial de seis velocidades.

Sem limitador de velocidade, o BMW i8 Coupé chegava aos 306 km/hora, demorando 4,4 segundos para ir dos 0 aos 100 km/hora. Em 2017, surge a versão roadster, com ambos os modelos a verem o motor elétrico actualizado para os 105 kW (143 CV) e uma potência combinada de 374 CV.

Em modo eléctrico, o Coupé oferecia 55 quilómetros de autonomia – 53 quilómetros no Roadster.

Com o fim de produção anunciado já para abril, a BMW anunciou uma série Ultimate Sophisto – a última – limitada a apenas 200 exemplares (imagens do artigo).

Ler Mais

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...