Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Peugeot VLV: O elétrico que se estreou em 1941

Lançado em 1941, o Peugeot VLV providenciava uma autonomia máxima de 80 quilómetros e uma velocidade máxima de 36 km/h, fruto de quatro baterias com 12V e uma potência de 3,3 CV.

Em 1941, a Peugeot comercializou o seu primeiro veículo elétrico, o Peugeot VLV, um mini-cabriolet de dois lugares e com 80 quilómetros de autonomia, projetado para garantir serviços essenciais, como distribuição de correio ou prestação de assistência médica, num contexto de escassez de combustível decorrente da Segunda Guerra Mundial.

O seu processo de desenvolvimento assentou em estudos realizados por engenheiros da marca francesa duas décadas antes, utilizando, na altura, um Peugeot 201.

Dotado de um design original, este modelo contava com 4 baterias de 12 V, que geravam uma potência de 3,3 CV, podendo ser recarregadas em qualquer tomada. O Peugeot VLV tinha uma autonomia entre os 75 e 80 quilómetros e uma velocidade máxima de 36 km/h, fatores que o tornavam num veículo eminentemente urbano.

Apesar das dificuldades no fornecimento de matérias-primas e de acumuladores, foram fabricadas 377 unidades do VLV, modelo que ostentava um raio à frente, em substituição do tradicional Leão da Peugeot.

Destacava-se pelo reduzido peso, fruto de uma carroçaria integralmente em alumínio, não indo além de 365 kg, incluindo 160 kg das baterias. Em 1943, as autoridades do regime de Vichy proibiram a sua produção.

Após essa primeira incursão, a Crise do Petróleo das décadas de 70 e 80 levou a marca a recuperar os seus estudos sobre mobilidade elétrica através de modelos de série, como o Peugeot 104 ou o Peugeot 205. Esses trabalhos culminaram no lançamento comercial do Peugeot 106 elétrico, entre 1995 e 2001. Já no século XXI, a Peugeot colocou no mercado o Peugeot iOn, em 2009, e o Peugeot Partner Electric, em 2014.

Hoje, fruto do desenvolvimento da nova plataforma CMP, flexível e multi-energias, a fabricante francesa conta na sua gama com o Peugeot e-208, recentemente galardoado com o troféu de ‘Carro do Ano 2020’ na Europa, e o Peugeot e-2008, duas propostas que dão continuidade a essa longa e intensa relação da Peugeot com a mobilidade elétrica.

Ler Mais

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...