Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

SEAT Alhambra e VW Sharan com os dias contados na Autoeuropa?

A Autoeuropa deverá deixar de produzir a SEAT Alhambra e a Volkswagen Sharan dentro de pouco tempo, indica a Autocar. Informação que a SEAT, em relação à Alhambra, desmente.

Os dois modelos concorrentes diretos da Ford S-Max e da Renault Espace não deverão assim contar com uma nova geração. A culpa, explica a publicação inglesa, é do aumento da popularidade dos SUV e do declínio dos monovolumes nas preferências dos condutores europeus.

Atualmente, os modelos das marcas do grupo Volkswagen, que foram lançados em 2010, incluem na sua gama de motores um bloco 1.4 TSI de 150 CV e um 2.0 TDI de 150 e 177 CV.

No ano passado, a SEAT chegou a vender 23.840 unidades da Alhambra na Europa – número superior aos 22.134 exemplares vendidos em 2018, mas muito aquém das vendas em 2017 e 2016. Já a Volkswagen Sharan vendeu 22.665 unidades em 2019.

Ambos os monovolumes não deverão ter um sucessor direto, embora a Volkswagen aponte o elétrico ID Buzz como uma espécie de “herdeiro espiritual”.

Depois destas notícias, a SEAT emitiu um comunicado oficial em que indica que o “Alhambra é um modelo que tem tido muito sucesso desde o início e apresenta um elevado volume de vendas, bem como uma elevada contribuição financeira”.

“No ano passado, vendemos 23.700 unidades do SEAT Alhambra, um aumento de 6,3% em relação a 2018, num segmento MPV em diminuição. Portanto, não há motivo, no momento, para parar de produzir este modelo“, explica a marca espanhola.

“Ao mesmo tempo, somos realistas e o seu futuro estará ligado ao Volkswagen Sharan, com o qual partilha a plataforma. Independentemente da decisão da sede, os mercados podem decidir se querem continuar a vendê-la ou não – a este respeito, a SEAT UK decidiu parar de vender o SEAT Alhambra no Reino Unido” concluiu a marca do grupo Volkswagen.

(notícia atualizada após esclarecimentos da SEAT dia 30 de março)

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...