Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Repsol, Cepsa e BP forçadas a reduzir produção de gasolina e Diesel

A Repsol, Cepsa e BP começaram a reduzir a produção das suas refinarias em Espanha para se adaptarem à nova situação de consumo.

As três empresas de petróleo estão a sofrer uma queda acentuada na procura global por querosene após o encerramento das fronteiras devido à pandemia da Covid-19 e à paralisação global da aviação comercial, que tem um impacto imediato na produção, indica o elEconomista.

Na semana passada, a saída de combustíveis das refinarias destinados ao setor automóvel – gasolinas e gasóleos – diminuiu 41,3% em relação a 2019. Especificamente, a gasolina diminuiu 56,0% e o gasóleo 37,8%. Por sua vez, o combustível para aviação caiu 63,8%, de acordo com dados da CLH (empresa líder em Espanha para o transporte e armazenamento de derivados de petróleo).

Diante desta situação, a Repsol indicou que está a preparar-se para ajustar a produção das suas refinarias a este novo cenário em que o consumo de Diesel e gasolina diminui a cada dia que passa – e que deverá intensificar-se depois do governo espanhol ter aprovado um decreto em que limita a atividade industrial apenas a setores estratégicos de modo a que o tráfego rodoviário semanal se assemelhe ao de um fim de semana.

Por seu lado, a Cepsa continua com a produção nas suas refinarias tendo em conta a procura dos clientes – a empresa garante que tem um plano de contingência para garantir a continuidade do fornecimento de gasolina e  gasóleo. Atualmente, a situação dos mercados é de procura decrescente e a empresa garante que as refinarias se irão adaptar a esta situação.

Também a BP está a ajustar a produção da sua refinaria de Castellón à nova situação de procura – a forte queda no consumo de querosene implica uma redução no consumo do Diesel e gasolina.

As três empresas garantem que a produção existente é mais do que suficiente para as necessidades de Espanha – além de terem aumentado fortemente os níveis de exportação diante da queda no consumo interno.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...