Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Autoeuropa chega aos 3 milhões de carros produzidos

Pouco mais de 25 anos após ter iniciado a produção, a fábrica da Volkswagen em Palmela chegou aos três milhões de veículos produzidos esta quinta-feira.

Foi através da rede social LinkedIn que a empresa deu conta do marco histórico que, inicialmente, previa alcançar em abril – mas a paragem forçada em meados de março devido à pandemia da Covid-19 acabou por adiar por dois meses a meta.

“A 25 de junho chegámos aos três milhões de unidades produzidas. A história repete-se. Celebramos juntos (e em segurança) com os nossos colaboradores. Graças ao seu empenho, resiliência e profissionalismo retomamos a atividade durante uma crise sanitária sem precedentes”, refere a empresa, no site oficial.

Inaugurada em 1995, a maior fábrica de produção automóvel de Portugal demorou oito anos a alcançar a fasquia de um milhão de unidades – em 16 de junho de 2003.

A 2 de julho de 2013 a fábrica de Palmela atingia outro marco histórico: dois milhões de veículos produzidos – entre os Volkswagen Sharan, Eos e Scirocco, e ainda o SEAT Alhambra.

Agora, sete anos volvidos, sai das linhas de montagem da fábrica o veículo número três milhões, tendo a aceleração no volume de produção da Autoeuropa sido impulsionada pelo modelo T-Roc, que começou a ser produzido em 2017.

O início da produção do SUV compacto da Volkswagen foi o “motor” da aceleração da Autoeuropa nos últimos anos. Sendo que a produção acumulada nos dois últimos anos totaliza 477.800 unidades, quase tanto como os 490.995 veículos que saíram da fábrica entre 2013 e 2017.

Recorde-se que no ano passado a Autoeuropa chegou a um recorde absoluto de produção: 256. 878 unidades (em 2018 foram 223.200 veículos).

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...