Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Quantos litros de gasolina pode comprar com um salário médio em Portugal?

Para avaliar de forma mais objetiva qual o impacto dos combustíveis no salário médio dos europeus, a Picodi reuniu dados sobre os preços da gasolina no primeiro semestre deste ano, verificando que houve uma quebra nos preços praticamente em todos os países.

Em 39 dos 42 países europeus considerados, os preços da gasolina no primeiro semestre de 2020 foram mais baixos do que em 2019. A maior queda foi observada na Bósnia e Herzegovina (−17,8%), Ucrânia (−15,4%) e Roménia (−14%), indica a Picodi.

Em Portugal, a queda nos preços da gasolina foi de 7% (29.ª posição). Observou-se uma queda ligeiramente menor na Itália (−6%), Reino Unido (−5,7%), Albania (−4,9%) e Estônia (−4,3%).

Curiosamente, na Rússia, os preços da gasolina registaram aumento moderado (0,8%) e na Bielorrússia, a gasolina subiu 12,4%.

Quem pode abastecer a maior quantidade de gasolina na Europa?

Os russos podem aproveitar a gasolina mais barata da Europa – o preço médio da gasolina no país, convertido em rublos, é de 58 centavos de euro. Já os holandeses pagam o preço mais alto – 1,58 €.

A Picodi comparou também os preços médios da gasolina no primeiro semestre de 2020 com os dados mais recentes sobre salários médios. Pelo segundo ano consecutivo, Suíça e Luxemburgo podem ostentar o melhor preço da gasolina para uma proporção salarial média na Europa.

A remuneração média nesses países permite que seus cidadãos comprem, respectivamente, 3.795 e 3.320 litros de gasolina. A Dinamarca completa o pódio com 2.484 litros.

Em Portugal, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística, o salário médio é de 929 € líquidos. Isso significa que um português médio pode comprar 669 litros de gasolina com o seu salário (31.º lugar).

Os portugueses foram ultrapassados pelos espanhóis (1.127 litros) e franceses (1.462 litros). Os mais baixos no ranking foram: Grécia (632 litros), Bielorrússia (553 litros) e Bulgária (532 litros).

Moldávia, Ucrânia e Albânia ocuparam os últimos três lugares. O salário médio nesses países vale 352, 345 e 239 litros, respetivamente.

Classificação mundial da gasolina

No ranking mundial, as primeiras posições são ocupadas pelos países do Golfo Pérsico. Na Arábia Saudita, Qatar e Kuwait, você pode comprar de 5.112 a 8.210 litros de gasolina com um salário médio.

A pior situação foi observada em Cuba, onde o salário médio vale apenas 28 litros (um aumento de 2 litros). Apesar de o Tajiquistão e a Zâmbia acompanharem Cuba na parte inferior do ranking, os seus cidadãos podem pagar até sete vezes mais gasolina do que os cubanos (151 e 219 litros, respectivamente).

No entanto, ser um magnata do petróleo nem sempre significa acesso mais fácil à gasolina: a Nigéria, por exemplo, produz as maiores quantidades de gasolina na África. Mas apesar de ter p preço mais baixo da gasolina no mundo inteiro (0,31 €), o salário médio relativamente baixo (165 €) não permite que os nigerianos comprem muitos litros de gasolina – apenas 539.

É semelhante ao paraíso europeu do petróleo, a Rússia. No país que é o segundo maior produtor de petróleo do mundo, um salário médio dá apenas para comprar 919 litros de gasolina.

(passe o rato sobre os países)

 

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...