Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

powered by:

O novo Mégane E-TECH Plug-in Hybrid

A nova gama E-TECH da Renault apresenta três novos modelos híbridos: Mégane, Captur e Clio. Hoje olhamos em maior pormenor para o Mégane E-TECH Plug-in Hybrid, um híbrido recarregável de 160 CV.

Já com quatro gerações na estrada desde o seu lançamento em 1995, o Mégane conta com um volume de vendas de sete milhões de unidades em todo o mundo. Ao longo do tempo, o Mégane foi evoluindo e deu origem a toda uma nova gama da Renault que é agora complementada que um modelo híbrido recarregável plug-in.

Ao integrar a tecnologia E-TECH, o novo Mégane traz para o seu segmento as características de um elétrico. Conjuga as vantagens da condução elétrica – funcionamento silenciosos e reatividade imediata – com consumos e emissões de CO2 mais reduzidos, mesmo em viagens de longa distância.

O novo Mégane está equipado com uma motorização híbrida recarregável de 160 CV e incorpora uma tecnologia inédita, centrada na recuperação de energia e inspirada nos conhecimentos adquiridos pela Renault na Fórmula 1, para proporcionar uma experiência de condução única.

Segundo a Renault, o novo Mégane aponta ao «coração do mercado» e está focado «nas expectativas dos clientes». Alia a experiência elétrica ao prazer de condução numa oferta acessível a um «maior número de pessoas, já que é proposta em vários níveis de acabamento, a partir do nível intermédio».

Este novo modelo tem uma bateria de 9,8 kWh (400V) que proporciona uma autonomia com a capacidade de percorrer, em modo 100% elétrico e até à velocidade de 135 km/h, 50 quilómetros em ciclo misto (WLTP) e até 65 km em ciclo urbano (WLTP City). Em ciclo misto, o novo Mégane E-TECH Plug-in Hybrid afixa um consumo de 1,3 l/100km, com emissões de 28 gramas de CO2/km (valores WLTP).

Do mesmo modo, o novo Mégane pode funcionar em modo exclusivamente elétrico, sem consumir combustível, para trajetos do dia a dia ou mesmo viagens mais longas de férias. E mesmo que não tenha a carga total da bateria, explora em pleno as principais características do sistema híbrido E-TECH: o arranque sistemático em modo elétrico e um consumo reduzido.

Tecnologia e multimédia

No interior podemos encontrar um ecrã multimédia de 9,3 polegadas, o sistema multimédia Renault EASY LINK, um painel de bordo digital de 10,2 polegadas e regulações MULTI-SENSE com três modos de condução:

  • Pure: pode ser acedido através das regulações no ecrã e por via de um botão dedicado no painel de instrumentos. Com a carga adequada de energia, permite um modo de condução 100% elétrico.
  • MySense: um sistema que otimiza o modo híbrido com custos reduzidos de utilização. Apresenta uma função E-Save que permite manter uma reserva de carga (mínimo de 40% da bateria). Assim, é possível recorrer em qualquer momento à condução 100% elétrico – num percurso citadino, por exemplo.
  • Sport: combina a potência dos três motores para proporcionar o desempenho máximo.

Por fim, embora uma parte do porta-bagagens esteja reservado à arrumação do cabo, o novo Mégane E-TECH Plug-in Hybrid mantém todas as funcionalidades de modularidade, como o banco traseiro rebatível com um piso plano.

De notar que no novo Mégane E-TECH Plug-in Hybrid toda a gestão da energia é feita de forma automática pela tecnologia E-TECH, mas o condutor pode escolher as regulações MULTI-SENSE. O mesmo acontece com o novo Captur E-TECH Plug-in Hybrid, para o qual olhamos em maior pormenor na próxima semana.

No novo Mégane E-TECH Plug-in Hybrid, o bocal de carregamento elétrico fica do lado direito, simétrico ao depósito de combustível, que se encontra do lado esquerdo do carro.
Os badges “E-TECH Plug-in Hybrid” estão presentes na portão da bagageira e na lateral, enquanto os centros das rodas são emoldurados a azul.
Também a caixa de velocidades, no interior, ostenta o badge “E-TECH”.
O painel de bordo digital dispõe de uma configuração específica e as regulações do MULTI-SENSE são também específicas da versão. O botão de ativação “EV”, colocado por baixo do ecrã multimédia, permite forçar a circulação em modo elétrico – sob reserva do nível de carga da bateria.
Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...