Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

powered by:

O novo Renault Captur

O Captur E-TECH Plug-in Hybrid dá continuidade a um best seller da marca Renault e está incluído na nova gama de híbridos, ao lado dos novos Mégane e do Clio.

O novo Captur vem equipado com o motor E-TECH Plug-in Hybrid e corporiza os três pilares da visão do Grupo Renault para a mobilidade do futuro: autónoma, conectada e elétrica. Com este modelo icónico, a Renault afirma estar a «democratizar a tecnologia híbrida recarregável, para oferecer uma experiência de condução única e acessível a todos».

O motor incluído no modelo Captur é o E-TECH Plug-in Hybrid de 160 cavalos, com a bateria de 9.8 kWh (400V), que permite precorrer até 50 quilómetros em modo 100% elétrico, a uma velocidade máxima de 135 km/h em ciclo misto (WLTP), e 65 quilómetros em ciclo urbano (WLTP City). Tal como acontece no Mégane, também este Captur vem equipado com novo modo PURE no sistema MULTI-SENSE. Este modo está disponível através do ecrã tátil e também de um botão dedicado que permite forçar a transição para o modo de condução 100% elétrico – desde que a bateria tenha carga suficiente.

Está também disponível no sistema MULTI-SENSE o modo SPORT, que permite aumentar o desempenho geral do veículo. Com este modo ativado, carregar no pedal do acelerador ativa os três motores, que através da arquitetura em série-paralelo funcionam em simultâneo disponibilizando a potência máxima. A única condição é que a bateria tenha carga suficiente.

Um terceiro modo disponível no sistema MULTI-SENSE é o E-Save, que limita a utilização do motor elétrico e utiliza, preferencialmente, a potência do motor de combustão, assegurando a manutenção de uma reserva de carga na bateria (pelo menos 40%). Deste modo, fica salvaguardada a utilização de uma considerável percentagem de energia para a condução em modo 100% elétrico, quando o condutor desejar, por exemplo, conduzir no centro das cidades.

Em ciclo misto, o Novo Captur E-TECH Plug-In Hybrid tem um consumo de apenas 1.4l/100km e emissões de apenas 32g CO2/km (valores WLTP).

 

Na estrada

Quando se passa para o volante do Captur E-TECH Plug-in Hybrid, a experiência de condução é caracterizada, logo à partida, pela prioridade dada à utilização da tração elétrica. Os arranques efetuam-se em modo 100% elétrico e, ao volante, as sensações são idênticas às da condução de um automóvel elétrico como o ZOE: binário disponível imediatamente e resposta instantânea às acelerações.

Este comportamento é facilmente perceptível em meio urbano, onde existem paragens e acelerações frequentes, mas o mesmo ocorre em vias rápidas, graças ao suplemento de energia elétrica nas solicitações de forte aceleração.

A adaptação das diferentes fontes de energia é feita de forma automática e transparente para o condutor, que pode consultar o que está a ser usado em qualquer momento, graças  às animações no painel de bordo e no ecrã do sistema multimédia Renault EASY LINK. No entanto, é sempre possível intervir no modo de condução no MULTI-SENSE para alternar a utilização das motorizações consoante as circunstâncias.

O novo Captur tem um funcionamento silencioso no modo elétrico, como seria de esperar, mas mesmo quando o motor térmico é acionado, o nível sonoro é reduzido, visto que a presença dos motores elétricos reduz o regime de rotação do motor térmico.

Para assegurar o compromisso ideal entre o comportamento dinâmico e o conforto, a Renault fez alguns ajustes: de forma a compensar o aumento de peso devido à presença das baterias – mesmo se a repartição de massas não evolui de forma significativa, pelo facto de estar estarem colocadas por debaixo do banco traseiro -, o trem traseiro adota um sistema multibraços (em detrimento do eixo semi-rígido) com regulações de suspensão específicas. Assim, o nível de conforto de todos os passageiros não é colocado em causa por um comportamento dinâmico, alterável mediante o meio envolvente, o tipo de estrada ou a experiência de condução pretendida.

O Novo Captur E-TECH Plug-in Hybrid oferece as mesmas qualidades dinâmicas reconhecidas às versões térmicas, com a modularidade (nomeadamente o banco traseiro deslizante em 16 cm) e o volume de carga da bagageira (preservado com 379 litros) a não sofrerem qualquer alteração.

 

Detalhes

Os logótipos ‘E-Tech Plug-in Hybrid’ estão colocados no portão traseiro e no pilar central. O depósito de combustível está agora colocado no lado esquerdo do automóvel; e o bocal de carregamento elétrico com luzes indicadoras do estado de carregamento; azul (a carregar), verde (carregado), laranja (em espera), vermelho (sem carregar) está do lado direito.

 

O interior permanece inalterado, e o banco traseiro continua a deslizar 16 cm. Um fundo falso na bagageira permite o armazenamento dos cabos de carga, sem comprometer o volume da bagageira.

 

O Captur E-TECH Plug-In Hybrid vem equipado com dois ecrãs de grandes dimensões: o painel de instrumentos digital de 10.2” e o sistema multimédia EASY LINK 9.3”. Os dois ecrãs tornam mais fácil a compreensão e a monitorização dos sistemas de condução ativos. O ecrã do painel exibe a autonomia em modo elétrico, o nível atual de carga da bateria, o tempo de recarga necessário e as trocas de fluxos e a recuperação de energia.
Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...