Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Mercedes-Benz aumenta participação na Aston Martin

A Mercedes-Benz vai aumentar a sua participação até 20% na Aston Martin nos próximos três anos (2023) que passará a poder contar como os novos sistemas de eletrificação desenvolvidos em Estugarda e Affalterbach (AMG).

A Aston Martin, popular por ser a preferida da icónica personagem do cinema James Bond e em funcionamento há 107 anos, contratou, em agosto passado, Tobias Moers, ex-CEO da Mercedes-AMG, para assumir os seus destinos.

Segundo detalhou a Aston, o aumento na participação da Mercedes-Benz (de 2,6% atualmente) ocorrerá em vários estágios como parte de uma emissão mais ampla de 250 milhões de ações.

As ações emitidas para o grupo alemão terão um valor máximo de 286 milhões de libras (cerca de 320 milhões de euros).

“Damos agora mais um grande passo com a nossa parceria de longo prazo com a Mercedes-Benz AG a passar para outro nível, já que se tornam um dos maiores acionistas da empresa”, afirmou o presidente e maior acionista da Aston Martin, Lawrence Stroll.

A empresa alemã terá o direito de nomear um diretor não executivo para o conselho da Aston Martin após o seu primeiro aumento de ações.

A Aston, que iniciou as entregas do seu primeiro SUV DBX, acaba de anunciar o registo de um prejuízo na ordem dos 29 milhões de libras (cerca de 32 milhões de euros) no terceiro trimestre, contra um lucro de 43 milhões de libras (cerca de 47 milhões de euros), o ano passado.

A receita, neste período, caiu quase pela metade para 124 milhões de libras (137 milhões de euros).

A Aston Martin tem como meta um investimento anual de 250 milhões de libras a 300 milhões de libras por ano entre 2021 e 2025, prevendo volumes de produção de cerca de 10.000 unidades, receitas de cerca de 2 biliões de libras e lucro ajustado de 500 milhões de libras nos anos financeiros de 2024 ou 2025.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...