Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

#Ensaio – VW Golf 2.0 TDI 150 CV 5P DSG Style

O Golf é o veículo com maior sucesso na Volkswagen, com mais de 35 milhões de unidades vendidas ao longo de mais de quatro décadas. Abre-se nesta nova geração um novo capítulo.

Texto de Jorge Farromba

Existem marcas que constroem um modelo que, pela sua aceitação pelo mercado se populariza e acaba por ser uma referência, na marca e no segmento e, desse modo, a marca tende a rejuvenescer o mesmo ao longo dos anos, sem alterar o traço original. A criação desta identidade por uma marca ou por um modelo é difícil de o conseguir à primeira tentativa e a VW que já o tinha feito com o Carocha, repete esse feito.

Assim, quando olhamos para o traço, sabemos que estamos a olhar para um VW e, para o GOLF, em particular. Aliás, o seu sucesso foi de tal ordem que a concorrência procurou recriar a tendência e, nalguns casos aproximar-se do alemão.

É hoje uma vantagem competitiva para uma marca ter este legado e a VW sabe-o bem, daí que as atualizações ao GOLF pouco alteram no exterior o esboço original – claro está, adaptado aos dias de hoje – sendo que, tentou colocar neste a atualidade e inovação que o mercado impõe.

A iluminação IQ LIGHT é disso um exemplo. O sistema de iluminação em máximos adapta-se ao trânsito contrário sem necessidade de reduzir o feixe luminoso, desligando segmentos de leds e, não a sua totalidade. Simples e inovador. Outro é a chave digital através do smartphone ou o apontamento estilístico e de segurança que o direcionamento do “pisca-pisca” confere, no momento de mudar de faixa de rodagem ou de direção.

Pois bem, se exteriormente um Golf … é um Golf, passe o pleonasmo, no interior, a máxima manteve-se mas mais uma vez, mas desta vez, digitalizando-o. Um painel de instrumentos totalmente digital, um ecrã central igual e… os botões sensitivos ou por gestos. Aliar a modernidade ao estilo clássico que os alemães sempre incorporam nos seus produtos.

Em termos de espaço interior nada a assinalar, sendo correto tanto à frente como atrás e com uma bagageira que é ainda maior pela ausência do pneu suplente. A posição de condução é exemplar e a ergonomia igual, sendo que muitos dos botões simplesmente foram para o painel central.

O ensaio realizou-se num momento em que não é permitido sair do concelho de Lisboa, mas mesmo assim e, por umas horas, foi ainda possível testar o Golf em estrada nacional e autoestrada e, perceber a robustez do conjunto, o chassis bem mais rígido, o conforto alemão – que pessoalmente aprecio – um “casamento” correto da caixa, motor e chassis, demonstrado por um comportamento bastante são, seja em linha reta mas sobretudo na precisão da inserção em curva.

O motor responde bem e revela-se bastante enérgico mesmo a baixos regimes e o consumo, cumprindo as regras da estrada nacional – 90km/hora mostraram no visor 4.3litros, a fazer recordar o saudoso 1.9tdi.

Com a caixa DSG de dupla embraiagem – tecnologia “Shift-by-wire” – tínhamos ao dispor o modo normal, o Sport e ainda as patilhas no volante que, pelo seu posicionamento se revelaram ainda mais úteis e permitiram explorar o potencial do motor e do chassis.

Ao longo do ensaio, mas já em cidade, foi possível comprovar o comportamento do Golf similar ao realizado em estrada, sendo que se comprovaram questões como a absorção de irregularidades no piso – mais uma vez o conforto alemão; o sistema de manutenção da faixa de rodagem – muito bem calibrado – travagem de emergência , eficácia dos travões e, um cuidado que a marca teve na insonorização do habitáculo, algo que já tinha percecionado em estrada.

Em resumo, no segmento mais concorrido, a VW coloca um produto que, mantendo o rigor e o legado do Golf ao longo de décadas, materializou neste os ensinamentos recolhidos, num produto que se diferencia sobretudo pela originalidade da digitalização que foi alvo – Digital Cockpit -, a inclusão da ALEXA e pelo minimalismo patente no interior e na redução ou ausência de botões pelo habitáculo e do revigorante sistema de massagens ERGOACTIVE.

Preço final, a partir dos 24.000€ (1.0). Viatura ensaiada 49.900€ com Pacote Style 5.410,57€ e teto de abrir panorâmico: 994€

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...