Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Novo Opel Mokka chega em março desde os 21.100 euros

O Automonitor esteve presente na apresentação nacional do novo Opel Mokka que estreia a nova filosofia de design da marca com Opel Vizor e Pure Panel em particular destaque. As encomendadas já estão abertas em toda a rede de concessionários Opel em Portugal.

Desenhado para despertar emoções e mostrar a direção que a Opel vai seguir no futuro, o novo Mokka é o primeiro modelo a exibir o novo ‘rosto’ da marca, o “Opel Vizor”. O novo modelo revela também um novo logótipo Opel.

No habitáculo destaca-se outra estreia absoluta: o Pure Panel, integrado num ‘cockpit’ totalmente digital. O Mokka é, também, o primeiro Opel a estar disponível com motorização elétrica e com motores de combustão logo desde a abertura de encomendas.

Toda a gama, Mokka e Mokka-e, está distribuída por quatro níveis de equipamento – Edition, Elegance, GS Line e Ultimate – com preços a partir de 21.100 euros. As encomendadas já estão abertas em toda a rede de concessionários Opel em Portugal.

A variante Mokka-e com motorização elétrica a bateria é proposta com preços a partir de 36.100 euros. A potente e silenciosa unidade motriz debita 100 kW (136 cv) de potência e 260 Nm de binário máximo instantâneo. No ciclo WLTP1, a bateria de 50 kWh garante autonomia até 324 quilómetros.

Apesar de um ligeiro aumento da distância entre eixos (+2,0 mm), o novo Mokka é 12,5 cm mais curto que o modelo anterior, mas oferece volume de bagageira semelhante, disponibilizando um máximo de 350 litros, e espaço confortável para cinco passageiros. O comprimento total da carroçaria de apenas 4,15 metros facilita as manobras e o estacionamento em zonas urbanas.

Nova linguagem de design da Opel

O novo Opel Mokka destaca-se pelas proporções perfeitas e precisão até ao mais pequeno detalhe, com uma carroçaria larga e projeções curtas. O inegável apelo deste modelo compacto de 4,15 metros de comprimento começa logo pela secção dianteira, onde está em evidência o inconfundível Opel Vizor.

Tal como num capacete integral, esta espécie de viseira protetora atravessa toda a frente do automóvel, integrando, numa única superfície contínua, a grelha, os faróis e o novo logótipo da Opel. A designação do modelo surge pela primeira vez colocado ao centro da tampa da bagageira, recorrendo a um tipo de letra moderno e muito técnico.

O interior reflete igualmente a filosofia de um novo ‘design’ simplificado e puro. O novo Opel Pure Panel integra dois ecrãs digitais de grandes dimensões e está centrado no que é essencial. Ao contrário de tabliês sobrecarregados de informações e comandos, o Pure Panel apresenta um ‘design’ límpido, bem estruturado, facilmente interpretável.

Os desenhadores deram grande importância à simplificação digital, garantindo operações intuitivas com o objetivo de não distrair o condutor. As funções mais importantes estão entregues a comandos diretos, sem ser preciso navegar através de submenus.

Opel Vizor

A equipa de Mark Adams, Vice-Presidente da Opel para o Design, criou uma nova e inconfundível secção dianteira, que apelidou de “Opel Vizor”. Assemelhando-se a uma viseira protetora de um capacete, agrega a grelha, os faróis e o logótipo da marca num único módulo, numa solução inovadora e esteticamente muito apelativa.

A inspiração para o conceito inicial desta solução veio da lendária primeira geração Opel Manta. Para o novo Mokka, os ‘designers’ reinventaram totalmente a grelha do Manta, que tinha módulos de faróis duplos numa superfície preta, emoldurada por uma estreita barra cromada.

O “Vizor” do novo Mokka estende-se numa única superfície ao longo da frente do veículo, logo sob o capô, alargando-se visualmente e organizando toda a secção dianteira com um número reduzido de elementos. Nenhuma decoração supérflua retira o destaque à superfície pura e límpida, onde os faróis se integram na perfeição.

Refira-se que o novo Mokka contará exclusivamente com iluminação LED de elevada qualidade, incluindo a mais recente geração de faróis de matriz de LED IntelliLux, equipamento muito raro neste segmento de mercado. No “Vizor”, o emblema do relâmpago Opel domina, com orgulho, o centro do conjunto, puro, preciso e técnico, numa combinação perfeita.

O visual Opel Vizor tornar-se-á numa assinatura de todos os modelos Opel no decorrer da década de 2020, reforçando o conceito tecnológico dos produtos da marca alemã.

A nova imagem da secção dianteira da marca segue a filosofia da ‘bússola Opel’. A nova geração Mokka irá mostrar, pela primeira vez, as novas linhas padrão das secções dianteira e traseira dos futuros modelos da Opel.

Este conceito de ‘design’ inspirado na bússola cruza dois eixos com o logótipo do relâmpago Opel no centro, tornando o emblema da marca num elemento cada vez mais em destaque. O vinco no capô, agora mais nítido, típico dos mais recentes modelos Opel, prolonga-se para baixo do logótipo, determinando o eixo vertical. O característico grafismo em forma de asa das luzes diurnas de LED, que todos os futuros modelos Opel também irão manter, representa o eixo horizontal.

Pure Panel totalmente digital

O condutor do novo Opel Mokka tem à sua frente o “Pure Panel”, um painel de instrumentos totalmente digital, de elevado conteúdo tecnológico, mas também simplificado para mostrar em destaque a informação mais importante.

A estrutura do “Pure Panel” da Opel e os ecrãs de grande amplitude, que vão até 12 e 10 polegadas, tornam supérfluos uma grande variedade de teclas e comandos. Este sofisticado painel de instrumentos possui as mais recentes tecnologias digitais e presta as informações mais importantes ao condutor, como por exemplo, a gestão da energia armazenada na bateria do Mokka elétrico, sem ter de recorrer a qualquer tipo de estímulo visual incomodativo.

O número mínimo de teclas e controlos oferece o equilíbrio ideal entre digitalização e operação puramente intuitiva, sem necessidade de passar através de submenus. O “Pure Panel” do novo Opel Mokka faz uma demonstração marcante de como a Opel recorre a tecnologias inovadoras para facilitar a utilização dos seus automóveis.

Mokka-e: energia sem emissões

Pela primeira vez na História da Opel, um modelo está disponível logo desde o lançamento em versão elétrica e em versões a gasolina e gasóleo. A plataforma multi-energia CMP (Common Modular Platform) tornou isso possível, constituindo um sistema modular eficiente e de baixo peso que é versátil ao ponto de poder receber motorização elétrica ou motorização convencional de combustão interna.

O Mokka-e a bateria possui um motor elétrico de 100 kW (136 cv) de potência e 260 Nm de binário instantâneo, o que garante condução desenvolta e ‘performances’ de relevo, como testemunham os 9,01 segundos para cumprir a aceleração de zero a 100 km/h e os apenas 3,72 segundos de 0-50 km/h.

O sistema oferece à escolha três modos de condução: Normal, Eco e Sport. Com uma bateria de 50 kWh de capacidade, o novo Opel elétrico garante autonomia até 324 km (WLTP1). A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 150 km/h para preservar energia.

Num posto de carga rápida, a bateria do novo Mokka-e recupera 80 por cento do estado de carga em apenas 30 minutos (corrente contínua a 100 kW). Além disso, o Opel Mokka está preparado para variadas opções de recarregamento, desde instalações monofásicas até trifásicas de 11 kW, desde ‘wallbox’ a tomada doméstica. A Opel oferece uma garantia de oito anos/160.000 km para a bateria.

Da gama de acessórios faz parte um cabo de recarregamento ‘universal’, equipado com múltiplos adaptadores que permitem a ligação à grande maioria dos postos de recarregamento existentes na Europa. Este cabo especial revela-se útil em viagens mais longas.

O Opel Connect, a aplicação myOpel e os serviços Free2Move, a marca de mobilidade do Groupe PSA, disponibiliza soluções especiais para veículos elétricos. Todas elas são fáceis de aceder e gerir através de aplicações para ‘smartphones’ e outros dispositivos móveis.

Novos motores a gasolina e turbodiesel

A gama de motores a gasolina e Diesel do novo Opel Mokka abrange níveis de potência entre 100 cv e 130 cv. Consumos moderados e ‘performances’ de nível superior são características transversais a todas as motorizações.

• O motor de acesso à gama é o 1.2 Turbo de 100 cv, com caixa manual de seis velocidades (valores provisórios de consumo NEDC2: misto 4,6 l/100km, 104 g/km CO2).
• O nível superior de desempenho é assegurado pelo 1.2 Turbo de 130 cv. Apesar da potência superior, o consumo de combustível deste propulsor com bloco e cabeça em alumínio permanece moderado, seja com transmissão manual de seis velocidades ou com automática de oito velocidades (valores provisórios de consumo NEDC3: misto 4,5 l/100km, 103 g/km CO2).

A eficiência e o elevado desempenho são característicos dos novos motores a gasolina. O atrito interno e as respetivas perdas foram minimizadas. O turbocompressor reage rapidamente, criando pressão de forma imediata, o que resulta numa ampla disponibilidade de binário logo a partir dos regimes mais baixos. O binário máximo do motor 1.2 Turbo de 100 cv é de 205 Nm; o propulsor mais potente, de 130 cv, debita 230 Nm. Com a maior parte do binário máximo disponível ao longo de uma vasta faixa de rotações, ambos os motores se distinguem pela elevada capacidade de resposta. Pelo menos 95% do binário máximo está disponível entre as 1500 e as 3750 rpm, o que, em combinação com relações de caixa otimizadas e o baixo peso do automóvel, permite condução com rara destreza e excelente nível dinâmico.

O novo Opel Mokka 1.2 Turbo de 130 cv e transmissão manual consegue alcançar a velocidade máxima de 202 km/h3, registando a aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 9,1 segundos. Igualmente notável é o desempenho do 1.2 Turbo de 100 cv. Capaz de chegar a 188 km/h de velocidade máxima, acelera de 0 a 100 km/h em cerca de 10,6 segundos.

O 1.2 Turbo de 100 cv está associado a caixa manual de seis velocidades. No caso do 1.2 Turbo de 130 cv, é possível optar entre uma caixa manual de seis velocidades ou uma caixa automática de oito velocidades. Nesta sofisticada transmissão, os programas adaptativos de passagens de caixa e a tecnologia Quickshift constituem uma referência no segmento de mercado da Mokka. As patilhas no volante são de série.

Alta eficiência: 1.5 turbodiesel

Os dois motores a gasolina são acompanhados na gama da nova geração Mokka por um dinâmico motor turbodiesel de 1,5 litros associado a uma transmissão manual de seis velocidades. Com 110 cv de potência e um binário máximo de 250 Nm, o Mokka 1.5 Turbo D apresenta consumo de combustível NEDC3 misto de 3,8 l/100km e 100 g/km CO2 (valores provisórios).

Para um eficaz pós-tratamento dos gases de escape, o sistema de redução de emissões do motor Diesel – formado por um catalisador de oxidação passivo/absorvente de NOx, injetor de AdBlue, catalisador de redução seletiva SCR e filtro de partículas Diesel (DPF) – está agrupado numa única unidade compacta, colocada o mais próximo possível do motor.

O catalisador absorvente de NOx atua em arranques a frio, reduzindo as emissões de óxidos de azoto a temperaturas inferiores à temperatura de arranque do catalisador SCR.

Sistemas de assistência e tecnologia de iluminação high-tech

O novo Mokka chega ao segmento B dotado de importantes inovações que, até agora, apenas estavam disponíveis na classe de modelos de luxo. O alerta de colisão frontal com travagem automática de emergência e detecção de peões opera a velocidades acima de 5 km/h.

Caso o Mokka se aproxime demasiadamente rápido de um veículo ou de um peão à sua frente, o sistema aciona um aviso sonoro e apresenta uma mensagem no painel de instrumentos. Se estiver iminente uma colisão, o sistema de travagem fica preparado e, se necessário, a travagem de emergência é acionada para minimizar os efeitos de uma eventual colisão.

A velocidades inferiores a 30 km/h, o sistema pode levar o veículo a uma imobilização completa. Acima dos 30 km/h, a velocidade é reduzida e o condutor tem de travar ativamente.

O programador de velocidade adaptativo mantém uma distância predeterminada entre o Mokka e o veículo da frente, utilizando, para o efeito, sensores de radar e uma câmara. O sistema funciona a velocidades entre 30 e 180 km/h. A velocidade do veículo aumenta ou diminui para acompanhar o veículo da frente, mas não excederá a velocidade previamente programada pelo condutor.

Nas versões com transmissão automática, o sistema oferece a funcionalidade adicional ‘stop & go’. Em situações de congestionamento de tráfego, o sistema tem capacidade para imobilizar totalmente o automóvel e acompanhar o veículo da frente.

A nova geração Mokka vem demonstrar, uma vez mais, que a Opel é líder indiscutível em tecnologia de iluminação. Todas as versões Mokka estão equipadas com luzes LED de última geração – desde as luzes diurnas com o grafismo característico da Opel, em formato de asa, aos faróis de nevoeiro dianteiros. Uma exclusividade absoluta neste segmento são os faróis IntelliLux de matriz de LED com um total de 14 elementos.

Tal como no Opel Insignia, no Opel Astra e no novo Opel Corsa, este sistema de iluminação permite conduzir permanentemente em “máximos”. Para evitar o encandeamento dos condutores que circulam em sentido contrário ou à frente, os segmentos LED desligam-se individualmente em milésimos de segundo para retirar momentaneamente esses veículos do forte cone de luz. Ninguém fica encandeado, mas quem viaja no Mokka experimenta uma iluminação semelhante à de um estádio.

Na traseira, a escolha pela tecnologia integralmente LED permitiu aos ‘designers’ optar por óticas muito estreitas e alongadas, reforçando a imagem de ‘design’ de precisão e qualidade.

A qualidade dos bancos, em conforto e ergonomia, é já uma tradição da Opel. Estão disponíveis diversos modelos de bancos ergonómicos com regulação em seis vias, ajustáveis individualmente. Da lista de opções constam bancos desportivos em alcantara e revestimentos clássicos em couro, soluções muito pouco habituais num veículo no segmento B. O nível máximo de bancos em couro inclui aquecimento, superfície perfurada e função de massagem para o condutor.

O condutor e o passageiro da frente podem colocar os seus smartphones numa base específica existente na consola central. Esta base oferece também a função de carregamento por indução (sem fios) para telefones compatíveis. Um tapete de borracha impede que os dispositivos deslizem.

A nova gama de sistemas de informação e entretenimento oferece múltiplas opções de conetividade a todos os ocupantes do Mokka. Estão disponíveis os sistemas Multimedia Radio e Multimedia Navi, com ecrã tátil policromático de 7 polegadas, e o sistema topo de gama Multimedia Navi Pro, com ecrã tátil policromático de alta resolução de 10 polegadas. Os ecrãs estão integrados no novo Pure Panel da Opel, e orientados na direção do condutor.

Os sistemas multimédia compatíveis com Apple CarPlay e Android Auto possuem comandos de voz integrados. O novo Mokka oferece igualmente o sistema OpelConnect, que disponibiliza serviços como navegação em tempo real, com informações de tráfego atualizadas, ligação direta à assistência em viagem em caso de avaria e função de chamada de emergência eCall, tornam as viagens ainda mais tranquilas para condutores e passageiros. Se os ‘airbags’ ou os tensores dos cintos de segurança forem acionados num acidente, o eCall estabelece automaticamente contato com os serviços de emergência locais.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...